Siga-nos

Guia Completo para Abrir uma Empresa nos EUA – Os Estados Unidos, reconhecidos como a maior economia global, são um destino atrativo para a abertura de negócios estrangeiros devido à sua simplicidade e baixa burocracia no processo.

Por que abrir uma empresa nos EUA?
Iniciar uma empresa nos EUA é um passo crucial para a internacionalização de negócios. O ambiente favorável e as facilidades oferecidas tornam esse país uma opção ideal para empreendedores que desejam expandir suas operações globalmente. É fundamental planejar e se preparar adequadamente, entendendo todas as etapas, requisitos e documentações necessárias.

Este guia oferece um passo a passo para abrir sua empresa nos EUA, destacando as vantagens e respondendo às dúvidas mais comuns, além de fornecer dicas para garantir o sucesso do seu empreendimento.

Passos para Abrir uma Empresa nos EUA
Passaporte Válido: Um passaporte válido é necessário para abrir uma empresa nos EUA. Não é necessário estar presente fisicamente ou residir no país para iniciar o processo.

Escolha do Estado: A escolha do estado onde a empresa será estabelecida é crucial, pois as regras e diretrizes variam entre os estados.

Tipo de Empresa: Determine o tipo de empresa que deseja abrir. Nos EUA, as modalidades mais comuns são:

Limited Liability Company (LLC): Oferece proteção patrimonial e isenção de impostos empresariais, com lucros distribuídos diretamente aos sócios.
Corporation: Ideal para grandes empresas, permite a expansão de capital através da emissão de ações.
Endereço Comercial: A empresa precisa de um endereço comercial, que pode ser virtual ou físico. Pode-se utilizar o endereço de um contador ou terceiro, desde que autorizado.

Nome da Empresa e Registro: Escolha um nome para sua empresa e registre-o. Certifique-se de que o nome seja único para evitar conflitos.

Registered Agent: Contrate um agente registrado para receber correspondências jurídicas e estaduais. Este agente deve residir no mesmo estado da empresa.

Registro da Empresa: Registre sua empresa no Departamento de Corporações do Estado e obtenha o Federal Employer Number (EIN), equivalente ao CNPJ no Brasil.

Conta Bancária Americana: Abrir uma conta em um banco americano facilita as transações e acesso a crédito. Pode-se abrir a conta online rapidamente.

Tax Collector’s Office (TCO): Se a empresa for comercializar produtos, será necessário um Sales Tax Certificate para a cobrança e repasse de impostos sobre vendas.

Dúvidas Comuns
Visto Necessário?: Não é necessário visto americano para abrir uma empresa, apenas um passaporte válido.Custo?: O custo varia entre US$500,00 e US$2.000,00, dependendo do estado.
Presença Física?: Não é necessário estar nos EUA para abrir uma empresa, mas é recomendável contar com uma assessoria especializada.
Residência: Não é necessário residir nos EUA, mas a empresa precisa ter um endereço comercial no estado escolhido.
Green Card: A abertura de uma empresa não garante automaticamente o Green Card, mas pode ajudar em algumas categorias de vistos.


Dicas Extras
Além do passaporte, apresente um documento de identificação (RG ou CNH).
Empresas podem ter sócios estrangeiros e americanos.
Sócios americanos facilitam o acesso a financiamentos.
Empresas nos EUA podem oferecer serviços variados, sem limitações rígidas como no Brasil.
Conheça as leis trabalhistas americanas para evitar sanções.


Vantagens de Abrir uma Empresa nos EUA
Economia Estável: Participar da maior economia do mundo amplia o mercado e oferece estabilidade.
Credibilidade: Estabelecer-se nos EUA aumenta a valorização e credibilidade da empresa.
Profissionalização: Atuar em um mercado competitivo melhora a profissionalização e competitividade do negócio.
Legislação Favorável: A legislação empresarial é favorável, facilitando a gestão e operação da empresa.


Consultoria Especializada
Contar com a nossa assessoria especializada, pode ser um diferencial crucial. Oferecemos serviços essenciais como abertura de empresas, imigração, planejamento tributário e patrimonial, além de explorar oportunidades de negócios no mercado americano.

Compartilhe:
Facebook
WhatsApp
Email
LinkedIn

Últimos artigos